DAS COISAS QUE O AMOR TEM

Por mais que esteja super na moda dizer que não podemos fazer do amor uma prioridade em meio a nossa vida corrida, acredito que amar e ser amado, sempre será a nossa maior esperança.

Encontrar em alguém aquilo que nos faz falta é uma experiência super recomendável a qualquer um. Desculpem aqueles que gostam dessa história de desapego, mas eu gosto mesmo é exatamente da sensação de pertencer a um amor único a ser toda exclusividade na vida de alguém.

Talvez o nosso maior erro tem sido tentar procurar alguma coisa parecida com o amor, mas que não tenha os problemas do amor, e então só mais tarde descobrir que o amor é um pacote fechado e que não pode ser vendido separadamente. O amor e suas exigências é um combo indissociável. É mais ou menos como aquele famoso chocolate que a gente compra sem saber o que virá dentro, e que se o brinquedinho não for tão legal a gente pelo menos aproveitou o sabor do chocolate.

Sempre achei tão ridículo que as pessoas pudessem querer ficar com alguém simplesmente porque este alguém faz todas as suas vontades, como se amar fosse simplesmente achar alguém disposto a aceitar, concordar e obedecer todos os nossos desejos. Não acredito em amores que começam por causa daquilo que alguém pode lhe oferecer.

Às vezes, as pessoas, podem nos fazer sentir incríveis e mesmo assim não ser a pessoa que queremos viver durante toda nossa vida. Pode ser somente uma boa companhia ocasional, uma presença ligeiramente importante, uma parceria momentânea. O amor não é como escolher uma fruta pela cor ou pelo sabor.

O amor tem uma importância diferente para cada um

É exatamente essa a nossa maior maldição e bênção, nosso supremo erro e acerto, nosso absoluto bem e mal. Das coisas que o amor tem, a principal é que não nos tornamos nada especiais porque facilmente amamos alguém, seremos sempre pessoas comuns, com vidas comuns, fazendo coisas comuns, mas a diferença é que sempre teremos alguém para dividir a nossa fantástica vida normal.

No futuro, depois que o amor tiver entrado por cada centímetro de cada um de nós, não haverá nada mais nobre do que ter experimentado um pouco do melhor que a vida a lado de outra pessoa pode nos oferecer.

Não seremos importantes para o mundo, não haverá nenhum monumento em homenagem a nosso amor, nem nenhuma placa com nossas iniciais em algum canto da cidade, aliás, é bastante provável que nosso nome será esquecido em alguns anos, mas de uma coisa poderemos saber com toda certeza do mundo: Amamos a outra pessoa com toda a nossa alma e coração e, nesse dia, saberemos que isso bastou para nos sentirmos vivos cada segundo da nossa natural vida simples.

[Se você gostou do texto, comente e me deixe saber disso]

[Conheça o curso de Storytelling para vendas e marketing]

[Leia o livro “Mais do que relevante, seja importante para sua audiência ]

[Inscreva-se aqui para receber conteúdos sobre escrita, storytelling, criatividade]

Mais do autor: Linkedin | Facebook | Instagram | Medium | O cara do Blog | Rock Content