Olha a pontuação, por favor. É sério.

Não seja o cara que ao cunhar o slogan “O Brasil voltou, 20 anos em 2” para o governo Temer, protagonizou um episódio de ironia cômica. Repare. Se tirar a vírgula, a piada tá pronta. Uma vírgula separa o presidente promissor do fracassado.

A maioria dos erros não compromete totalmente o entendimento de uma frase, podem passar batidos sem que haja grandes danos, mas não podemos correr este risco, certo?

Pode parecer besteira, mas não estar atento as dificuldades de colocar pontuação no lugar certo pode atrapalhar demais a compreensão do seu leitor.

Se revisar, você não erra. Ponto.

Eu lembro que quando estava na faculdade de jornalismo, topei ser editor de um grupo calouro meus. Íamos realizar um projeto de um jornal cheio de matérias sobre serviços prestados à comunidade.

Como fiquei responsável por receber os textos, revisá-los ortograficamente e editorialmente, corrigir o que precisava e encaminhar para o editor-chefe — que era o professor tive que lidar com a barreira de certificar-me de que as pontuações estariam corretas e principalmente que o leitor fosse capaz de entender.

Precisava prezar não só pela norma culta do nosso idioma, mas pela interpretação. E que trabalho difícil esse de pontuar o texto alheio.

Uma das dicas que aprendi nesse universo do jornalismo é a técnica que chamo de “deixar o texto dormir”, isto é, não publicá-lo no dia da sua criação, mas deixar pelo menos umas horas para evitar com que o olhar treinado deixe passar batidos pequenos erros. Isso pode funcionar bem.

(Tá gostando do artigo? Aprenda agora a escrever textos engajadores)

Um descuido e vai acabar com sua credibilidade

Não adianta, por mais que revisemos o máximo possível, eventualmente acaba passando algum erro clássico de pontuação. E acredite, aquela falha será o motivo do comentário da sua audiência.

Escrever de maneira equivocada na pontuação interfere diretamente na maneira como as pessoas enxergam sua credibilidade. Por isso, é importantíssimo ter um cuidado extra com as pontuações. Por mais que você saiba que não é alguém ignorante, é essa a impressão que deixará.

Ler em voz alta é um bom pente fino

Outro exercício que aprendi durante todos esses anos é tentar, se possível, ler o texto como uma narração. Assim, você notará a cadência do texto e ficará mais claro entender em que ponto pode encontrar um pequeno erro de pontuação.

Eventualmente, eu me pego balbuciando o texto como quem está rezando um terço. Aí, tenho que explicar para as pessoas que trata-se de uma técnica de escrita. Muito provavelmente me acham um maluco, mas melhor que deixar passar isso para muita gente na internet. (haha)

Tá com dúvida? Mude a palavra!

Lembre-se de que a maioria dos errinhos que apresentamos neste post parecem inofensivos, mas são inoportunos e afetaram diretamente a experiência do seu leitor.

Uma vez que interrompem o fluxo de leitura ou levam o leitor a entender algo diferente do que o autor quer dizer, um texto equivocadamente pontuado quebra a linha de raciocínio e atrapalha a clareza do conteúdo.

Um texto claro, escrito cuidadosamente e revisado com calma consegue estabelecer uma comunicação sem muitos ruídos.

Na dúvida, reformule a frase ou dê um pulinho no dicionário (o que não leva nem dez segundos!). Você não quer apresentar ao seu leitor um texto confuso ou truncado, certo?

Provavelmente, deixei passar algum errinho. No entanto, a minha recomendação elementar é: Exagere na pontuação. Sério. Isso é melhor. Como eu fiz agora.

[Se você gostou do texto, comente e me deixe saber disso]

Acompanhe mais conteúdo por aqui

Linkedin | Facebook | Instagram | Medium |  Rock Content

[LEIA O LIVRO “MAIS DO QUE RELEVANTE, SEJA IMPORTANTE PARA SUA AUDIÊNCIA ]

[INSCREVA-SE AQUI PARA RECEBER CONTEÚDOS SOBRE ESCRITA, STORYTELLING, CRIATIVIDADE]